O uso de soluções de tecnológicas tem chegado a todos os segmentos do mercado. Cada vez mais novas ferramentas são desenvolvidas para facilitar e agilizar processos de compra e venda, e não poderia ser diferente no mercado imobiliário. O setor de imóveis tem se renovado dentro desta perspectiva, já falamos aqui no blog, por exemplo, do Conecta Imobi, um evento de inovação, tecnologia, negócios e marketing do mercado imobiliário. Dentre as novidades que cada vez tem sido mais utilizada no país, temos a assinatura digital. Conheça agora um pouco mais sobre o que é e como funciona a assinatura digital em contratos imobiliários.

O QUE É A ASSINATURA DIGITAL?

Não parece, mas assinar contratos de maneira analógica (fisicamente, com a caneta) pode ser um processo que leva um bom tempo e paciência. A assinatura digital surgiu para agilizar esse procedimento.

As partes envolvidas na negociação recebem um link para fazer a autenticação do contrato – o que substitui a assinatura e o reconhecimento de firma em cartório.

Se as partes envolvidas estiverem em cidades diferentes, por exemplo, a assinatura digital torna o processo ainda mais ágil e econômico (dispensando despesas de postagem, por exemplo). Um ato burocrático que levaria semanas para ser finalizado é concluído em um ou dois dias.

A ASSINATURA DIGITAL TEM VALIDADE JURÍDICA?

A medida provisória nº 2.200-2/2001 instituiu a ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas). Basicamente, a medida criou um órgão para regulamentar e “garantir a autenticidade, a integridade e a validade jurídica de documentos em forma eletrônica” (Art.º 1).

Sendo assim, pode ficar tranquilo e confiar, pois assinar contratos de forma digital tem sim respaldo jurídico.

 A assinatura digital em contratos imobiliários é uma ferramenta que fornece maior agilidade, praticidade e até mesmo segurança às transações. Procure saber se sua imobiliária tem esse serviço disponível!

Um abraço da equipe Roca e até mais!